Company Logo

Psicologia

O diagnóstico de uma fissura labiopalatina ou outra má-formação craniofacial quase sempre á acompanhada de grande stress por parte dos pais e familiares. O sonho de um bebê perfeito é interrompido. Os pais geralmente vivenciam uma crise com a qual lidarão de acordo com suas experiências, mecanismos pré-estabelecidos de defesa e aprendizado pessoal. Esta postura pode afetar negativamente o desenvolvimento da criança e a estrutura familiar.

O tratamento da criança com fissura labiopalatina compreende várias especialidades, a necessidade de terapias diversas e cirurgias. Esse processo pode desencadear reações como ansiedade, medo , expectativas e fantasias.

Durante o desenvolvimento da criança, problemas relacionados à linguagem podem vir acompanhados de dificuldades de expressão e inibição na escola. Isolamento, maior dependência dos pais e redução da capacidade verbal também podem ocorrer.

O serviço de psicologia do CEFIL trabalha de forma acolhedora com a criança portadora de fissura labiopalatina e seus familiares para que estejam preparados para enfrentar o processo de tratamento e reabilitação de forma saudável e segura.

Orientações e informações sobre a fissura labiopalatina podem ser iniciadas antes mesmo do nascimento do bebê, quando o diagnóstico é realizado no período do pré natal pelo exame de ultrassonografia. Esta conduta interfere de forma muito positiva para que a futura mãe tenha uma gestação mais tranquila e esteja psicologicamente preparada.

Essa abordagem possibilita que se crie um espaço para que todos os envolvidos no processo de reabilitação possam expor seus medos, conflitos, angústias e ansiedade, conseguindo desta forma, desenvolver condições para a plena integridade física, psicológica, afetiva e social.




Powered by Joomla!®. Designed by: joomla 1.6 templates dedicated server hosting Valid XHTML and CSS.